A era da Internet das Coisas: Tudo pode ser conectado!

Internet das Coisas (ou IoT, do termo inglês Internet of Things), segundo pesquisa da Economist Intelligence Unit (EIU), é a revolução silenciosa, cuja hora finalmente chegou. 

O que significa Internet das Coisas?

kevin

A origem do termo Internet das Coisas é atribuída a Kevin Ashton, empreendedor do MIT. Ele usou o termo em uma apresentação para a P&G em 1999 e, mais tarde em 2009, ele referenciou novamente o termo em um artigo para o RFIDJournal .

Segundo Kevin, a partir do momento que os computadores fossem capazes de reunir dados relevantes a respeito de um objeto sem qualquer ajuda humana, nós seríamos capazes de rastrear e contar tudo que existe, reduzir desperdícios e custos.

Através de cálculos pré-programados, saberíamos de forma automática o exato momento de agir, seja essa ação substituir uma peça, reparar uma máquina, recuperar um objeto furtado, dentre infinitas possibilidades.

Resumindo, Internet das Coisas é a capacidade de conectar qualquer objeto à rede mundial de computadores, também conhecida como Internet. Essa é basicamente uma das definições mais aceitas para a Internet das Coisas, ou IoT.

O momento já chegou.

iot-no-setor-de-turismo

Hoje podemos conectar tudo que existe. Podemos obter inúmeros dados de objetos de acordo com nossas necessidades, otimizando processos, maximizando lucros e aumentando a produtividade.

A Internet das Coisas pode melhorar a sua vida, a sua cidade e a produtividade da sua empresa. Inclusive já falamos aqui no Blog do quanto ela pode melhorar a experiência dos viajantes.

E a Trackage com isso?

trackage-internet-das-coisas

Trackage surgiu exatamente no boom da Internet das Coisas e hoje é considerada referência no setor.

O insight para a criação da startup ocorreu no fim de 2013, quando o treinador do Atlético Mineiro teve sua bagagem extraviada ao viajar para um campeonato e, segundo alguns torcedores, essa foi a causa da derrota do time. Veja a história completa na reportagem do G1. 

Solução IoT para o usuário final

rastreador-de-malas-trackage

A Trackage surgiu com a proposta de proporcionar maior segurança às malas despachadas em aeroportos, vendendo um dispositivo diretamente ao usuário final, o viajante.

Através do dispositivo GPS, as malas são conectadas à internet e o viajante pode acompanhar pelo próprio smartphone a localização exata da sua mala (evitando extravio) e também receber alertas de violação em tempo real.

O dispositivo já está em pré-venda no site da empresa, com o custo de R$ 349,00.

Solução para Empresas

latam-dash

O que nem a própria Trackage conseguiu prever no início (comum no mercado de startups) é a quantidade de demanda que existe para sua tecnologia. Utilizar Internet das Coisas,  hoje em dia, passou a ser uma necessidade e vantagem competitiva.

Em poucos meses, a startup passou a vender soluções personalizadas de monitoramento inteligente para várias empresas, inclusive multinacionais. Algumas delas nem faziam ideia do quanto a tecnologia poderia otimizar seus processos.

A proposta atual da Trackage vai muito além de vender um dispositivo. É de rastrear e fornecer informações de TUDO que é importante.

A revolução apontada por Kevin Ashton, onde seríamos capazes de rastrear e contar qualquer coisa, finalmente aconteceu.

Dentre a carteira de clientes da Trackage já figuram grandes nomes, como Latam, Porto Seguro e April.

Saiba mais sobre a Trackage: www.trackage.com.br 

Setores

A Internet das Coisas permite o monitoramento de absolutamente qualquer coisa. Por enquanto, a Trackage identificou quatro setores (Automobilístico, Turismo, Cargas e Ativos) que necessitam da tecnologia e já está oferecendo diversas soluções a eles. Saiba quais são:

Automobilístico

trackage-autos


Soluções de Geolocalização em tempo real de autos, otimização e acompanhamento de rotas, velocidade, aceleração e relatórios de como o motorista está dirigindo (Perfil de Direção).

Turismo

turismo

Geolocalização em tempo real de malas, além de alertas de extravio e violação das mesmas via aplicativo mobile. Conheça nossos planos empresariais para revenda.

Cargas

cargas

Geolocalização em tempo real de cargas, alertas em caso de roubo ou violação, controle de rotas e relatórios de ociosidade.

Ativos

rfid

Monitoramento de ativos patrimoniais via etiquetas com identificação por radiofrequência (RFID), sendo possível determinar a exata localização de cada ativo via web ou smartphone.

Deseja monitorar algo diferente? Fale com um consultor Trackage!

Isso é Internet das Coisas!

Um mundo de possibilidades de avanço tecnológico nas mais diversas áreas, com uma previsão de crescimento que desperta nosso interesse e ativa nossa imaginação. TUDO pode ser conectado e consequentemente melhorado.

Aguarde os próximos capítulos.

Até a próxima!

 
 

2 comentários em “A era da Internet das Coisas: Tudo pode ser conectado!”

Deixe um comentário