Voo Atrasado: Saiba o que fazer e evite dores de cabeça

Normalmente planejamos uma viagem por muito tempo antes e é extremamente frustrante quando algum imprevisto acontece, como, por exemplo, problemas com bagagem ou voo atrasado. Nós sabemos como você se sente em casos turbulentos como esses. Mas, acreditamos que o melhor a ser feito é deixar a ansiedade de lado, manter a calma e ir atrás de seus direitos na condição de passageiro. 

 

Causas do Atraso

As principais causas de um voo atrasado são: condições climáticas, manutenção de emergência na aeronave, demasiado tráfego aéreo ou problemas com a tripulação. Normalmente, em meio à correria, os funcionários do aeroporto/companhia aérea podem não deixar bem claro quais são os seus direitos e opções em caso de atraso do voo, portanto, conheça agora os seus direitos e saiba exigi-los.

 

Quais são os meus direitos?

As medidas a seguir constam na Resolução nº 141 da ANAC, são obrigatórias por parte da Companhia Aérea e criadas para minimizar o desconforto do passageiro. São medidas de assistência material, reacomodação ou reembolso, de acordo com o tempo de horas esperadas. São válidas para voos domésticos ou internacionais, em território nacional.

 

1- Comunicação

voo-atrasado

A companhia aérea deverá dar suporte à comunicação do passageiro (Internet ou telefonema) caso haja um atraso superior a 1 hora. Já pensou não conseguir avisar seus familiares que seu voo está atrasado e eles ficarem preocupados? Falta de crédito não será problema.

 

2- Alimentação

voo-atrasado

Em atrasos superiores a 2 horas, a companhia aérea fica encarregada de oferecer alimentação ao passageiro (Vouchers, lanches, ou bebidas). Afinal, você não é obrigado a esperar mais de 2 horas com fome, ou tendo que comprar comida cara no aeroporto.

 

3- Acomodação

voo-atrasado

Se o voo se atrasar por mais de 4 horas, a empresa aérea fica responsável por fornecer hospedagem ao passageiro, caso ele se encontre fora da cidade onde mora. Viajar já é bem cansativo, mas viajar com seu voo atrasado por mais de 4 horas e não ter onde descansar já é demais.

 

4- Transporte

voo-atrasado

Também em atrasos superiores a 4 horas, é de obrigação da empresa aérea oferecer transporte ao passageiro até seu local de hospedagem ou de sua residência. Não devemos tirar dinheiro do bolso por um erro que não foi nosso.

 

5- Reembolso, Remarcação, Reembarque

voo-atrasado

Caso houver um atraso superior a 4 horas ou então se o voo for cancelado, o passageiro poderá solicitar o reembolso integral da passagem, remarcação de voo para data e horário de sua conveniência ou reembarque imediato (mediante disponibilidade) no próximo voo da mesma empresa, para o mesmo destino.

 

Ainda se sente lesado pelo Voo Atrasado?

Vamos supor que, por conta do atraso/cancelamento do voo, você perca uma reunião importante, uma diária no seu Hotel de destino, ou até mesmo o casamento de um amigo, essas medidas propostas não são suficientes para suprir o seu dano. A dica nesse caso é documentar tudo, desde o cartão de embarque até os painéis indicando atraso de voo, e usar essa documentação para registrar uma reclamação junto à ANAC, um pedido de reembolso e até mesmo danos morais, caso necessário.

 

Prevenir sempre!

Esperamos que, depois desse texto, você esteja ciente de seus direitos de passageiro e viaje mais tranquilo. Nem sempre a viagem pode ser exatamente como planejamos, mas podemos resolver problemas da melhor forma e também preveni-los, como é o caso do Trackage, que serve para solucionar o problema de extravio e violação de bagagens, através do monitoramento inteligente da sua mala.

 

Tenho os mesmos direitos em qualquer voo?

Lembramos também, que essas normas se aplicam aqui no Brasil, apenas. Em solo internacional, como nos Estados Unidos ou Europa, condições climáticas não são motivos suficientes para a Companhia Aérea ressarcir o passageiro pelo atraso ou cancelamento de seu voo. É importante então consultar as políticas do país para o qual você viajar.

 

Qualquer dúvida adicional, deixe aqui nos comentários. E continue acompanhando o Blog Trackage. Até a próxima!

 

 

 


2 Comments

Deixe uma resposta