Skip to main content
amor-mala-extraviada

Nélia e Paulo: o amor que nasceu por causa de uma mala extraviada

Hoje vamos contar uma história de amor que nasceu completamente ao acaso.

Nélia e Paulo se conheceram no ano de 1981, em uma situação extremamente desagradável: a mala de Nélia havia sido extraviada. Quem já passou por isso sabe o quanto é chato.

 

Como o amor nasceu

Nélia tinha 24 anos, estava voltando de Manaus e, na hora de pegar sua mala na esteira, não estava lá. A jovem rapidamente se dirigiu ao guichê da companhia aérea e reclamou ao agente responsável por casos de extravio de bagagens, que era Paulo.

Como ainda não havia celular naquela época, Paulo precisava ligar para o trabalho de Nélia para reportar novidades sobre a mala perdida. “O que me chamou a atenção foi a voz. Uma voz doce, boa. Eu não lembrava da fisionomia dela…”, conta o aposentado.

Começaram a se falar mais, sempre com o sumiço da mala como pretexto. “O papo tinha tudo a ver, ele me tratava muito bem, era muito cuidadoso. Ele ficava sempre me ligando e me chamando pra ir lá no aeroporto pra falar sobre a mala. Eu ficava enrolando não sei por quê. Eu sabia pela conversa que o dia que a gente se encontrasse, iríamos namorar”, explica.

Um belo dia, Paulo telefonou e deu um ultimato: Ela precisava ir ao aeroporto assinar uns papéis e falar algo muito importante sobre a mala. Quando ela chegou, o menos importante da conversa foi o sumiço da mala.

Conversaram sobre várias coisas olhando os aviões do aeroporto. No fim do expediente, foram tomar um chopp. Em alguns meses já estavam casados. ”Ele era a pessoa certa.”

 

Mas e a mala?

A mala de Nélia entrou na estatística e nunca foi encontrada. Foi dada como roubada e, depois de todo o transtorno, Nélia recebeu uma indenização. Nesse caso, ela mais ganhou do que perdeu. Ao perder sua mala, ela ganhou um amor para vida toda, 2 filhos e 3 netos.

 

Mala extraviada: histórias sem final feliz

Com certeza a Nélia agradece por sua mala ter sido extraviada, porém, geralmente não funciona assim. No Brasil, cerca de 11 malas são extraviadas ou roubadas por dia nos aeroportos, gerando transtornos, prejuízos e perda de tempo.

Essa história de amor foi contada primeiramente no Portal Uai, gostamos muito e contamos novamente para vocês, pois todos os dias a Trackage lida diretamente com vários casos de extravio de bagagem sem finais felizes: Já ouvimos casos de pessoas que ficaram sem roupas na lua de mel, de outros que perderam objetos de valor inestimável e diversos relatos desagradáveis. Veja mais no texto que escrevemos sobre 13 famosos que já tiveram a mala extraviada.

 

Na dúvida, use um Trackage na mala.

Se você viaja bastante e não acredita que encontrará o amor da sua vida da mesma forma que Nélia, a melhor dica é sempre andar com seu Trackage na mala e acompanhar a localização dela pelo smartphone.

Você pode comprar direto pelo site da Trackage ou então tirar dúvidas com um consultor. 

Você poderá gostar também:

Pré-venda Trackage
Newsletter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *