fbpx

A importância do WMS na logística e seus principais benefícios

WMS – do Inglês Warehouse Management System – significa Sistema de Gerenciamento de Armazéns. Um de seus principais objetivos é a otimização dos processos internos em operações logísticas, o que gera mais produtividade para a cadeia de suprimentos.

Nesse artigo iremos mostrar como funciona o WMS, seus benefícios e suas principais diferenças de um ERP.

Como funciona o WMS?

Em resumo, o Sistema de Gerenciamento de Armazéns melhora a gestão e controle das tarefas a serem desempenhadas pela equipe, fazendo com que toda a operação seja melhor aproveitada, gerando mais economia de tempo e de recursos.

Benefícios de implementar um WMS

É importante observar que os novos modelos de WMS não possuem regras fixas, e permitem que as empresas adaptem o software para seu próprio jeito de gerenciar o estoque. Quaisquer mudanças na gestão podem ser configuradas no software, garantindo a flexibilidade de processos no futuro.

Vamos acompanhar mais de perto os benefícios que um WMS pode proporcionar:

Adaptação às mudanças das atividades

A gestão dos armazéns está em constante alteração. Entretanto, os armazéns precisam oferecer novos serviços, principalmente quando se refere a devoluções e packing, que envolve o processo de embalagem do produto a ser comercializado.

A gestão dos recursos fica no centro desse tema. A nova geração de WMS permite calcular a quantidade dos recursos e atribuir as tarefas com base nos pedidos.

Otimização no omnichannel

Vale ressaltar que muitos armazéns têm que fazer a gestão simultânea de diversos fluxos baseado em regras de gestão muito diferentes, ou seja, as empresas têm que saber responder e entregar vários tipos de pedidos individualmente.

No entanto, também se deparam com a concorrência em relação a prazos de entrega dos produtos, o que gera impacto direto nas operações. E pra enfrentar esse desafio, é muito importante os armazéns serem automatizados a fim de manter as prateleiras com a distribuição mais adequada.

Um WMS deve ter a capacidade de combinar o modo que melhor se adapta ao tipo de pedido e aos prazos de entrega estabelecidos.

Aproveitar as mudanças atuais na tecnologia

Nos últimos anos, foi nítido perceber que houve um grande crescimento na automatização dos armazéns. No entanto, o mundo dos armazéns também se vê muito afetado pelo surgimento de novas tecnologias.

Embora os algoritmos em questão não sejam recentes, a novidade é a capacidade de processar quantidades imensas de dados na nuvem, permitindo tomadas de decisões mais seguras (que é o que se espera das operações do armazém).

Rastreio e controle mais aprimorado

Com o melhor controle das operações, os armazéns oferecem uma rastreabilidade mais precisa e eficaz que irão acelerar as operações.

Para que isso seja possível, um WMS deve ser capaz de suportar diferentes tipos de dados SSCC (Código de Série da Unidade Logística), códigos de lote, datas e diferentes meios de identificação e formatos (QR codes, RFID, códigos de barras, por exemplo). A boa integração entre a rastreabilidade e o WMS é muito importante.

WMS e ERP: principais diferenças

Os ERPs são os sistemas que garantem a integração das operações logísticas com outros recursos. Portanto, esses recursos costumam ser bastante limitados, logo, devem ser adaptados apenas a armazéns com atividades tradicionais.

Um ERP pode levar a problemas quando existem mudanças repentinas na atividade do armazém ou com o surgimento de novas tecnologias. O WMS no modo SaaS (Software as a Service) tem muito mais vantagens do que o ERP no controle do armazém.

Enquanto os recursos do ERP são muito extensos, no WMS SaaS você faz uso apenas do que precisa.Além disso, o WMS no modelo SaaS possui uma poderosa capacidade de integração com o sistema de TI da empresa, se comparado ao ERP.

Portanto, o WMS vai ainda mais longe. Com a ajuda do serviço Web e da API, eles são projetados para se comunicar com outros aplicativos, sejam eles internos ou externos.

Entendeu a importância de implementar o WMS? Nesse outro artigo falamos um pouco sobre o YMS e suas vantagens para a otimização dos processos logísticos.

Deixe um comentário