fbpx

A importância da operação logística nas indústrias

A dinâmica da operação logística nas indústrias é repleta de processos para obter um produto acabado. Seja no processo de recebimento de matérias-primas à produção, embalamento até as cadeias de distribuição, tais etapas precisam ser acompanhadas de perto para obtenção de itens importantes: produção em dia para envio aos armazéns, reposição contínua em dia, entregas completas e dentro do prazo estipulado. 

A taxa de falhas também é importante para o gestor entender a origem do problema: foi operacional? Foi um erro de repasse de informação? Uma falha de produção? Todas essas questões precisam ser analisadas para correção e prevenção de problemas.

Da Indústria 4.0 à Logística 4.0

A primeira revolução industrial foi marcada pelas máquinas a vapor para substituir trabalhos manuais repetitivos e esforço animal. A segunda, pelo uso de máquinas para produção em larga escala, e a terceira pela inserção da robótica. Hoje, na quarta revolução, a discussão é sobre a tecnologia dentro das indústrias.

É importante analisar o quanto essas revoluções chegam para melhorar as anteriores, com o objetivo de aumentar a produção e ganhar mais agilidade. Dessa maneira, a quarta revolução chegou para acompanhar esses avanços tecnológicos de maneira mais inteligente e autônoma.

A logística caminha junto à indústria 4.0, integrando gestão e organização de processos internos e externos com as pessoas e tecnologia. A logística 4.0 oferece visibilidade em tempo real, implementação de processos virtuais, inteligência artificial, sistemas que disponibilizam dados, flexibilidade e continuidade no que diz respeito à execução de tarefas. Tudo isso é ofertado unindo maquinários, pessoas e processos.

operação logística nas indústrias

A operação logística nas indústrias

Com uma vasta dinâmica de processos, a logística permeia a cadeia de suprimentos com serviços, estratégias, tecnologia e gestão. Tudo isso otimiza e traz agilidade para que as indústrias ganhem visibilidade e eficiência nas suas atividades.

Hoje, graças à presença da tecnologia logística nas indústrias, é possível realizar:

  • Controle de estoque: com previsões de demanda, contagem de produtos, inventário, separação e conferência através do uso de software, RFID e também drones. Já existem grandes centros de armazenagens que contam com drones para abastecimento e separação.
  • Uso de gêmeos digitais, que permitem criar projeções de expansão de armazém, espaços para estocagem ou até mesmo aumento da produtividade usando um gêmeo virtual. Ele pode compor uma realidade virtual que permite realizar análises antes de colocar a solução em prática.
  • Inteligência artificial: permite que as máquinas possam ser operadas por um centro de controle, sendo projetadas para ter autonomia e aprenderem a trabalhar sozinhas através do machine learning. Com isso, os gestores passam apenas a analisar relatórios mais complexos buscando soluções de melhoria contínua.
  • Controle de frotas: através de um TMS e soluções de rastreabilidade, como é o caso do Alfajor da Trackage, é possível prever a chegada de caminhões nos armazéns, fábricas e centros de distribuição. É possível monitorar temperatura do baú (produtos perecíveis como vacinas e chocolate, entre outros), velocidade média, frenagens e também a condução do motorista. Além disso, com um TMS integrado é possível realizar rotas de entregas e gerir todas elas via software.
  • Gestão de pátios e docas: já com um YMS, as indústrias, armazéns e centros de distribuição conseguem otimizar a entrada de veículos em seus pátios e mensurar tempos de operações nas docas.

Como a rastreabilidade e a gestão de pátio têm transformado as operações dentro das indústrias

A produção em larga escala não parou. Por mais que o consumidor hoje procure personalização de produtos, grande parte dos bens de consumo de reposição contínua são os mesmos. Dessa maneira, garantir que a produtividade da operação logística nas indústrias respeite o nível desejado requer muito controle.

Sensores inteligentes podem monitorar pessoas através de crachás, garantindo que cada setor trabalhe dentro da sua capacidade e também enviando alertas no caso de algum colaborador estar em uma área de risco. É possível monitorar empilhadeiras, garantindo que as mesmas desliguem sob o alerta de proximidade de pessoas ou de outras empilhadeiras, além também de ter controle sob as que estão ociosas ou inativas, realocando para manutenção ou para operações onde a capacidade esteja baixa.

Já o Trackage Maestro, quando integrado a um sistema de armazenagem, permite trazer relatórios de quantas caixas são movimentadas por hora, paletes por hora, quantas são carregadas e despachadas, quantos volumes são processados para dar entrada no armazém/fábrica, entre outros índices que a operação logística nas indústrias precisa e que permitem trazer uma visibilidade completa da operação. Além disso, ele possibilita a gestão de pátios e docas

Com esse sistema, o gestor não precisa se preocupar em ter que se dirigir ao pátio ou doca para entender por que o caminhão ainda não foi carregado, ou o que fazem caixas empilhadas nas docas. Tudo isso é monitorado, rastreado e disponibilizado no sistema, o que permite identificar falhas e corrigi-las rapidamente.

sistema de agendamento de docas

Conheça o Maestro

O Maestro traz um módulo de agendamento. Ele permite que transportadoras e fornecedores agendem um dia e horário para realizar suas operações de inbound e outbound. Com o cadastramento no sistema, os motoristas também não precisam se preocupar com apresentação de documentos na entrada e saída, pois tudo isso é feito via aplicativo.

Parte da solução envolve a rastreabilidade. Por isso, é possível monitorar veículos em rota, tempo médio de chegada e calcular atrasos quando houver. Isso traz outros benefícios, pois uma vez que o veículo já está no pátio, pode-se mensurar o tempo de espera, tempo de operação em doca, tempo de permanência e quantidade de veículos em cada status da operação (espera, carregamento, descarregamento, aguardando documentação, entre outros).

Quer saber mais sobre como o Maestro pode transformar sua operação logística nas indústrias?

Para mais novidades, nos acompanhe nas redes sociais.

Deixe um comentário